A embalagem para exportação é fundamental para os negócios internacionais, pois garante o correto acondicionamento e integridade dos produtos. É um item indispensável para proporcionar uma boa experiência de compra ao cliente.

O processo de exportação, seja aéreo, fluvial ou terrestre, é lento e contar com embalagens adequadas é importante para preservar o produto até a chegada ao cliente final. Dessa forma, é um fator que merece atenção especial, já que influencia a satisfação.

O mercado internacional é extremamente competitivo e para se destacar é preciso oferecer qualidade em todos os quesitos, nesse ponto, a embalagem é crucial. Confira neste post os tipos de embalagem para exportação, a importância delas e saiba como usá-las!

 

O que são as embalagens para exportação?

A exportação é uma atividade que ganhou espaço nos últimos anos, principalmente com a evolução da tecnologia, que facilitou todo o processo. É uma grande oportunidade para os empreendedores que desejam impulsionar o negócio e explorar o mercado internacional.

Nesse contexto, as embalagens para exportação são muito além de apenas formas para armazenar os produtos. Trata-se de um objeto para preservar a integridade e se comunicar melhor com o cliente final.

Sendo assim, as embalagens para exportação são estruturas que acomodam os produtos de uma empresa, desenvolvidas seguindo normas, requisitos legais e de acordo com as características do produto, garantindo que não sofra avarias e seja entregue ao cliente com todas as características da origem.

As embalagens podem ser encontradas nas seguintes formas:

  •  Embalagens primárias: que têm contato direto com o produto e podem ser feitas de papelão, plástico, vidro ou metais;
  • Embalagens secundárias: utilizada para colocar um conjunto de produtos, geralmente feitas de papelão ou madeira;
  • Embalagens terciárias: utilizadas para acondicionar e transportar os produtos até o centro de distribuição;
  • Embalagens quaternárias: são desenvolvidas para o transporte internacional, por exemplo, os containers.

A principal diferença entre as embalagens para transporte nacional e internacional é que existem normas e geralmente são mais resistentes, dependendo das características do produto comercializado.

 

tipos de embalagem

 

Qual a importância de utilizar embalagens corretas?

As embalagens são utilizadas para viagens de longa distância e passam por muitos lugares até chegar ao destino final. Elas têm uma função primordial, que é preservar o produto para chegar ao cliente pronta para consumo.

Contudo, a escolha das embalagens deve ser planejada, considerando o tipo de produto e as normas específicas dos países envolvidos. Utilizar embalagens corretas é fundamental para garantir que os produtos permaneçam seguros durante todo o processo de exportação e chegue impecável ao cliente.

Além disso, escolher embalagens inadequadas pode causar problemas no produto e prejuízos sérios, como a restrição da venda no mercado internacional. Ainda mais, devido ao fato de alguns países terem normas rígidas e específicas.

 

Quais as regras para embalagens para exportação?

As embalagens destinadas à exportação devem seguir normas, requisitos legais e técnicos específicos, para atender exigências ambientais, de segurança e saúde. É um ponto que não deve ser ignorado para garantir que todo o processo ocorra sem problemas.

 

Veja os principais pontos abordados pelas regras de exportação!

 

Padrão de embalagem para exportação

As embalagens para exportação devem seguir orientações padronizadas pelo país de destino e de origem, com informações impressas no idioma do país de destino. Além disso, requisitos culturais e exigências da saúde devem ser analisadas, especialmente para produtos perecíveis.

 

Normas técnicas

As normas técnicas também devem ser seguidas, como as compreendidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT e outras leis. Alguns dos exemplos mais importantes são:

  • Lei 12.305, de 2010: estabelece a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que cuida do gerenciamento de resíduos;
  • Lei 9.974, de 2000: aborda questões de embalagem, produção, rotulagem, armazenamento, transporte, comercialização, seja importação ou exportação, destino de resíduos, fiscalização de agrotóxicos, entre outros;
  • Lei 9.832, de 1999: proíbe o uso industrial de embalagens metálicas, produzidas com liga de estanho e chumbo, para o acondicionamento de alimentos.

 

Rotulagem e certificação

As embalagens confeccionadas com recursos florestais devem ser certificadas pelo Inmetro, para garantir que sejam utilizadas sem problemas com a lei. A rotulagem deve ser clara e contar com a expressão For Export Only — apenas para exportação. Dessa forma, fica proibido a comercialização no mercado nacional.

 

Quais os principais tipos de embalagens para exportação?

Toda embalagem para exportação deve ser desenvolvida de acordo com as particularidades do produto e da forma de transporte, seguindo sempre as regras estabelecidas para a operação.

Por isso, é possível encontrar diversos tipos de embalagens para exportação. Conheça os principais!

 

Prateleira

A embalagem em prateleira oferece proteção simples e acondiciona o produto com objetivos mais estéticos, sendo utilizada para deixar o produto à venda no destino da exportação.

 

Transporte

É um tipo de embalagem resistente e reforçada, destinada ao deslocamento dos produtos, como o próprio nome sugere. Deve seguir requisitos legais e conter as características do produto. Essa embalagem pode ser feita de diversos materiais, como plástico, papelão, madeira, vidro ou metais.

 

Paletização

São utilizados para acomodar embalagens secundárias e terciárias, amarradas com fitas ou cordas para o transporte pelas empilhadeiras. Os pallets são utilizados para transporte até o meio de locomoção e ajudam na organização das mercadorias.

 

Unitização

Esse modelo reúne vários produtos em apenas uma embalagem, feita de forma personalizada considerando as dimensões das mercadorias. Auxilia a proteger os produtos no transporte e armazenamento temporário.  

 

Conteinerização

Os containers são utilizados como forma de armazenar diversos produtos para o transporte, seja fluvial, aéreo ou terrestre. Oferecem grande resistência e proteção, ideal para exportação em grandes quantidades.

Gostou da matéria? Deixe o seu comentário! 

Referência:

 

West Despachos, a sua melhor opção de despachos e desembaraço aduaneiro

A West Despachos é uma empresa especializada em despachos aduaneiros e desembaraço (aéreo, marítimo e rodoviário). Atendemos todo o Brasil e prestamos assistência 24 horas por dia. 

Nosso atendimento é personalizado, feito diretamente com a liderança. Oferecemos aos nossos clientes soluções de forma ágil, assertiva, segura e eficiente. Nossa maior satisfação é oferecer ao cliente o desfecho necessário para os processos burocráticos. 

Estamos localizados nos seguinte locais: 

Unidade 01 – Rua Uruguai, Nº 161, 1 andar, Sala 03 – Itajaí/SC;

Unidade 02 – Dionísio Cerqueira/SC

Nossos telefones para contato são: (49) 3644.0365 / (47) 3311-3265.

Enviar
Precisa de ajuda?
Olá, tudo bem?
Como podemos ajudar?